12 de dezembro de 2023

|

Por: Apelmat

|

Tags: obras

|

Categorias: destaques, Obras

São José do Rio Preto adere a projeto para enfrentar desafios urbanos

A cidade de São José do Rio Preto (SP) anunciou sua adesão ao projeto O Futuro da Minha Cidade, da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC). Por meio da governança colaborativa, a iniciativa visa fomentar o debate em busca do enfrentamento dos principais desafios vivenciados pela comunidade local, reflexo do acelerado e constante processo de urbanização. 

Durante o evento, a CBIC fez o lançamento da 3ª edição do manual do projeto O Futuro da Minha Cidade, desenvolvido em parceria com o Sesi, o material detalha os avanços das diretrizes do projeto, conceitos das novas agendas urbanas e esclarece sobre como as cidades podem aderir à iniciativa.

Obras em São José do Rio Preto

Visando contribuir para o enfrentamento do desafio de criar cidades melhores, a CBIC, desde 2012, tem trabalhado no projeto O Futuro da Minha Cidade. O intuito é criar e fortalecer o protagonismo da sociedade de pensar e atuar no planejamento de um futuro para as cidades. A iniciativa surgiu de uma experiência bem-sucedida da cidade de Maringá, no Paraná, por meio do seu Conselho de Desenvolvimento Econômico (Codem/Codese).

O projeto busca o diálogo construtivo sobre o futuro da cidade, de forma colaborativa, para propor a implementação de soluções para a sustentabilidade urbana. Rio Preto é a  31ª cidade a aderir ao projeto no país.

Leia também:

Projeto da CDHU prevê R$ 111 milhões em Votuporanga 

Governo anuncia obras ferroviárias em Americana e Sumaré

Entre as obras em andamento na cidade paulista está a urbanização da Favela Marte 3D, que terá 239 moradias, sendo 10 sobrados que serão destinados às famílias com filhos e que precisam de uma área comercial para dar continuidade aos trabalhos já desenvolvidos anteriormente. Outras 25 residências terão acessibilidade para atender os moradores com algum tipo de deficiência, idosos ou pessoas acamadas. Os lotes das unidades possuem 94 metros quadrados, sendo 121 casas com um dormitório e 118 com dois. As plantas possuem projetos únicos, levando em consideração a característica de cada morador.