Mil empresas de máquinas e equipamentos fecharam em 3 anos



















Quase 1 mil indústrias do setor de “Fabricação de Máquinas e Equipamentos” (segundo a classificação do IBGE) encerraram suas atividades entre 2013 e 2016. O dado consta da Pesquisa Industrial Anual Empresas (PIA-Empresas), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que aponta que no final de 2013 existiam 13.820 empresas com essa classificação; em 2016, eram apenas 12.835.


É curioso (e sintomático) notar que, no mesmo período, o número de empresas classificadas em “Manutenção, Reparação e Instalação de Máquinas e Equipamentos” cresceu. Saltou de 22.295 empresas em 2013 para 24.305 em 2016, quase 2 mil empresas.




13.800 indústrias fecharam - De acordo com a PIA-Empresas, nada menos do que 13,8 mil indústrias fecharam no Brasil entre 2013 e 2016, devido aos efeitos da crise econômica. Além disso, os investimentos no setor industrial nesse período sofreram queda de 23,85%.


Segundo o levantamento, havia 321,2 mil indústrias ativas em 2016 no país, 4,1% a menos que em 2013, antes da crise, quando o número de empresas do setor industrial era de 335 mil. O fechamento das empresas foi mais acentuado entre 2014 e 2015, quando 10,5 mil indústrias fecharam as portas. A maioria desse universo pesquisado pelo IBGE é formada por indústrias de transformação, as extrativas correspondem a cerca de 2% do total de indústrias no país.


INVESTIMENTOS - No período abrangido pela pesquisa os investimentos no setor industrial recuaram. Em 2013 os investimentos somaram R$ 244 bilhões, e em 2016 totalizaram R$ 185,9 bilhões. Outra consequência do fechamento das empresas foi a redução de 1,3 milhão no número de postos de trabalho do setor industrial brasileiro. Em 2013, eram 9 milhões de empregados na indústria e em 2016 o total de empregados era de 7,7 milhões - uma queda de 14,25%.


A derrocada do setor petroleiro no Brasil durante a crise econômica também fez com que a indústria naval tivesse a maior retração na oferta de empregos dentro do setor industrial. Entre 2014 e 2016, quase metade das vagas na construção de embarcações foram fechadas no país. Neste período, o pessoal ocupado na área de caiu de 61.543 para 31.505, uma queda de 49%.


No Rio de Janeiro, a redução da mão de obra foi ainda maior no ramo naval: 74,2% dos postos de trabalho foram fechados entre 2014 e 2016, conforme destacou o IBGE. O número de pessoas ocupadas no setor caiu de 31.271 para 8.092.


As indústrias brasileiras também venderam menos nesse período. A receita líquida de vendas sofreu queda de 6,5% no período, passando de R$ 3 trilhões em 2013 para R$ 2,8 trilhões em 2016.

Fonte: www.usinagem-brasil.com.br



Postado em 03/10/2018

Em Destaque

Apelmat

Associação Paulista dos Empreiteiros e Locadores de Máquinas de Terraplenagem, Ar Comprimido, Hidráulico e Equipamentos de Construção Civil.

Endereço: Rua Martinho de Campos, 410 - Vila Anastácio - São Paulo - SP - 05093-050

Telefone: (11) 3722-5022

Whatsapp: (11) 9-3339-8386

Redes Sociais

Assine nossa newsletter

Copyright 2020 | Apelmat