Apelmat

Associação Paulista dos Empreiteiros e Locadores de Máquinas de Terraplenagem, Ar Comprimido, Hidráulico e Equipamentos de Construção Civil.

Endereço: Rua Martinho de Campos, 410 - Vila Anastácio - São Paulo - SP - 05093-050

Telefone: (11) 3722-5022

Whatsapp: (11) 9-3339-8386

Redes Sociais

Assine nossa newsletter

Copyright 2020 | Apelmat

Covid-19: Analoc faz recomendações a entidades e locadores de equipamentos



No último dia 19, a Analoc (Associação Brasileira dos Sindicatos e Associações Representantes dos Locadores de Equipamentos, Máquinas e Ferramentas), da qual a APELMAT e o SELEMAT são associados, fez uma série de recomendações para ajudar as entidades de locação no Brasil a atravessar esse episódio difícil de pandemia de coronavírus.

De acordo com o presidente da Analoc, Reynaldo Fraiha, a prioridade das empresas neste momento deve ser a prevenção e proteção das pessoas. “Mas, infelizmente, no momento em que as empresas estão empenhando todos os esforços para enfrentar um problema deste porte e sem referências, já há clientes de locadoras questionando cobranças de locação caso haja uma parada das obras e serviços”, diz.

Nesse sentido, foram passadas algumas orientações para as empresas abonarem cobranças de locação, sob a justificativa de que as máquinas não estão em operação. Nesses casos os equipamentos deverão ser devolvidos ao locador.


· Máquinas que possuem operação: caso seja possível, o melhor é retirar os operadores e colocá-los em férias ou licença. Será possível, e é recomendada, a negociação com os clientes em caso de permanência da máquina. Também no mesmo sentido, a Analoc não recomenda abatimentos na locação dos equipamentos fixos que ficarão parados. Por exemplo, Escoramentos, Elevadores, Gruas, máquinas com remoção complexa, entre outros.


“Precisamos proteger a atividade e para isso temos que cuidar da essência dela. Nosso negócio de locação é uma ‘cessão de direito de uso’ e, nesse sentido, quando disponibilizamos as máquinas para um cliente, elas ficam indisponíveis para outro uso. As máquinas são os ativos geradores de renda do negócio e sem este recurso não há atividade”, alerta Fraiha.

“Sabemos que a situação dos clientes também é crítica. A recomendação é no sentido de proteger a essência do negócio e este precisa ser o pensamento comum do segmento.

Vamos proteger nosso negócio para estarmos fortes e apoiar as pessoas, principal ativo das empresas”, arremata o presidente da Analoc.

Em Destaque